Post Image

9 Passos Para Criar um Plano de Marketing Perfeito!

O Plano de Marketing é um documento que ajudará a empresa a planejar e coordenar todas as ações de Marketing. Sua principal função é auxiliar o negócio a chegar em novos patamares.

Afinal, não basta apenas ter um ótimo produto/serviço, é preciso que as pessoas saibam que você existe para que possam comprar de você.

Organizar um planejamento detalhado e objetivo pode fazer toda a diferença quando chegar a hora de arregaçar as mangas, afinal as pessoas estão alinhadas e os objetivos são claros.

E é por sabermos da importância de ter um bom planejamento que vamos te ajudar a montar seu próprio Plano de Marketing.

Aqui você vai aprender:

  • O que é um Plano de Marketing
  • Se um Plano de Marketing é realmente necessário para sua empresa
  • Os 9 passos para criar seu Plano de Marketing Perfeito
  • Como colocar o Plano de Marketing em ação
  • Exemplos de Plano de Marketing

Esperamos que, ao final desse texto, você possa criar o seu próprio plano e coloque seu planejamento em prática.

O Que é Plano de Marketing?

O Plano de Marketing, que também pode ser chamado de Planejamento de Marketing, nada mais é do que um documento bem detalhado que explica passo a passo a estratégia de marketing de uma empresa. 

Esse roteiro que será feito pode mostrar o planejamento do setor para o próximo trimestre, semestre ou até mesmo ano, dependendo da necessidade da equipe.

 Isso ajudará o time a ter uma visão mais simplificada do que, por que e como deve ser feito o marketing da empresa em curto, médio e longo prazo.

Um Plano de Marketing precisa conter, obrigatoriamente:

  • Uma visão geral da empresa, seus objetivos e produtos/serviços
  • Uma análise e detalhamento do público-alvo
  • Uma análise do ambiente interno e externo da empresa
  • Os principais indicadores de desempenho (KPIs)
  • O detalhamento das estratégias do Planejamento de Marketing
  • Os planos de ação de como executar as estratégias

Apesar de parecer muita coisa, tudo isso é mais que necessário, afinal esse documento serve de guia para todas as suas ações.

Existem diversas maneiras e metodologias para criar um Plano de Marketing, mas todas elas tem os pontos em comum que detalhamos acima.

O importante nesse primeiro momento é compreender que pelo Planejamento de Marketing ser uma espécie de roteiro para as ações de marketing da empresa, ele precisa ser capaz de ser posto em prática.

De nada adianta criar um plano que será abandonado ou esquecido na gaveta ou em algum arquivo na nuvem.

E para evitar elaborações desnecessárias ou muito fora da realidade de sua empresa, se atente aos dados. Opiniões são importantes, mas fatos ajudam a organizar o pensamento e serem mais objetivos.

A apresentação desse plano pode ser feita em formato tradicional de documento PDF, slides, intranet ou qualquer outra forma criativa. O importante é que seja acessível a todos e compreensível.

O essencial é ter certeza que toda sua equipe tenha acesso e conhecimento ao plano, mesmo quem não pertence ao time de marketing.

Assim, você evita os problemas de comunicação e de falta de conhecimento, e cria um time muito mais alinhado e coerente.

Novamente, não adianta em nada gastar tempo e esforço criando seu próprio Planejamento de Marketing se ele não for ser posto em prática!

Imagem de pessoas trabalhando em cima de uma mesa cheia de papeis coloridos.

Plano de Marketing É Mesmo Necessário?

Mais do que necessário, ter um Plano de Marketing claro, detalhado e bem estruturado pode ser a diferença que irá alavancar sua empresa.

Para os recém-chegados na área de marketing, montar um um planejamento tão detalhista pode parecer uma perda de tempo e gerar discussões infinitas.

Muito pelo contrário, a ideia central do Plano de Marketing é otimizar as ações através da melhor comunicação e alinhamento, e por isso poupa tempo e gastos.

Ou seja, um Planejamento de Marketing bem feito irá resultar em mais retorno para a empresa.

Entre os principais benefícios de um Plano de Marketing estão:

  • Conhecer melhor o ambiente

O Plano de Marketing vai te dar a oportunidade de conhecer os pontos fortes e fracos da sua empresa e do meio em que ela atua.

  • Construir campanhas mais objetivas

Com o planejamento você terá uma visão clara de quem é seu público-alvo e personas, e com isso entenderá qual a melhor forma de se comunicar com eles. 

  • Alinhamento com a equipe

Fornecer diretrizes claras, que serão seguidas por toda a equipe, é importante pois garante que todos estejam em busca do mesmo objetivo.

Além disso, evita desperdícios de tempo e ajuda na priorização de tarefas e tomada de decisão.

Tudo aquilo previsto no plano deve ser foco, e diferente disso deve ser evitado, afinal o que é mais importante já foi devidamente delimitado.

Quais os Tipos de Plano de Marketing?

Para otimizar nossa forma de colocar em prática o Plano de Marketing, o subdividimos em 4 grandes grupos:

  • Plano de Marketing Estratégico
  • Plano de Marketing Tático
  • Plano de Marketing Operacional
  • Plano de Lançamento de Novos Produtos/Serviços

O primeiro deles é chamado de Plano de Marketing Estratégico, responsável por traçar os objetivos a longo prazo e as principais estratégias para chegar até lá.

Ele é o mais amplo dos níveis, portanto não se compromete em selecionar planos de ação.

Essa responsabilidade fica com o segundo nível, chamado de Plano de Marketing Tático.

Ele sim vai detalhar as estratégias e desenvolver planos de ação que coloquem em prática as definições traçadas a longo prazo.

O Plano de Marketing Tático vai se preocupar em elaborar prazos, orçamentos, canais, entre outras definições para que o próximo nível possa ser executado.

O último deles é o Plano de Marketing Operacional.

Diferente dos outros, ele se prende aos afazeres diários e se preocupa em detalhar os objetivos e estratégias a curto prazo. 

Ele designa tarefas, atribui as responsabilidades, planeja os cronogramas, entre outras funções do dia a dia.

Imagem dos estágios do plano de marketing em esquema de pirâmide: estratégico, tático e operacional, do topo para a base.

Como pode ver, essa hierarquia é a mesma que os modelos clássicos de Planejamento Estratégico, e nada mais natural que o seja.

O Plano de Marketing deve ser sempre um desdobramento do Plano Estratégico, afinal irá ajudar a empresa a alcançar aquilo que foi definido como futuro.

Não queremos aqui entrar na discussão entre os diferentes modelos e escolas de planejamento, mas sim reforçar que é preciso pensar em longo, médio e curto prazo.

Outro ponto importante a ser ressaltado é o alinhamento entre os objetivos da empresa e objetivos de marketing.

Já o Plano de Lançamento de Novos Produtos/Serviços, com seu próprio nome diz, visa realizar o planejamento de lançamento de um novo produto/serviços

O escopo é restrito a um produto, linha de produto ou categoria que se deseja lançar, e muito mais tático e operacional, já que o foco é criar um plano de ação coordenado para introduzir o produto no mercado.

Uma vez que o produto/linha/categoria esteja lançado, o plano é finalizado e passa passa a fazer parte dos demais tipos de plano.

Agora que você já entende os pontos principais, vamos entender o passo a passo para construir o seu próprio Plano de Marketing.

Os 9 passos de um Planejamento de Marketing

Esse processo não é nenhum bicho de sete cabeças, mas demanda dedicação e tempo.

Pense nisso como um investimento que será colhido no futuro e tente fazer o melhor possível para alimentar seu planejamento.

Lembre-se de tornar seu plano objetivo e de fácil entendimento, afinal a ideia é criar um documento que seja consultado constantemente.

Outro ponto importante é que você não irá acertar tudo de primeira, mas conforme for praticando ficará muito melhor. 

Por isso, se nunca fez um planejamento como esse, recomendamos inicialmente pensar no médio e curto prazo, e depois exercite o longo prazo.

Por que isso?

É muito mais fácil você pensar e controlar o que vai acontecer nos próximos 3 a 6 meses do que daqui a 2 ou 3 anos.

Além disso, a medida que você vai criando ciclos menores e mais assertivos, vai ficando mais confiante com a metodologia, errando menos, e gerando mais resultados. Você acaba criando um círculo virtuoso de tentativa e erro, e não um processo doloroso e demorado cheio de dúvidas e suposições.

Vamos então entender quais são esses 9 passos. 

Passo 1. Analise seu Mercado com Análise SWOT

O primeiro passo para desenvolver um Planejamento de Marketing é conhecer sua empresa e o mercado em que ela está inserida.

Para isso a Análise SWOT é perfeita!

Ela vai lhe dar um panorama geral das fraquezas e forças dos ambientes interno e externo oferecendo um panorama geral de trabalho.

Em resumo as letras da Análise SWOT são um anagrama em inglês para as palavras: Forças (Strengths), Oportunidades (Opportunities), Fraquezas (Weaknesses) e  Ameaças (Threats).

Neste tipo de análise buscamos identificar cada um dos pontos mencionados e organizá-los em uma tabela de forma a tornar nossas constatações mais visíveis e ser mais fácil trabalhar com elas.

Selecionamos um vídeo, com cerca de 5 minutos, que te dará um panorama mais abrangente da Análise SWOT e de como aplicá-la. 

De forma geral, nesta etapa você vai entender o que sua empresa tem de bom, o que precisa melhorar, quais são as oportunidades de mercado e quais as ameaças existentes que podem te atrapalhar.

É um exercício bastante interessante, e que recomendamos que seja feito com a maior quantidade de pessoas possíveis da sua empresa. 

Todas as opiniões são bem vindas, pois trazem diferentes pontos de vista.

Analisando o Ambiente Interno

Para analisar o ambiente interno de uma empresa usamos as duas primeiras letras da Análise SWOT, ou seja, buscamos as Forças e Fraquezas.

Liste os melhores e piores pontos do négocie e os organize nos primeiros quadrantes da tabela.

Tabela da análise SWOT. Da esquerda para a direita: quadrante azul com um S de força, quadrante verde com um W de fraquezas, quadrante laranja com um O de oportunidades e quadrante rosa com um T de ameaças.

Tente não colocar mais do que 5 pontos em cada quadrante, porque um grande número de tópicos pode atrapalhar nesse momento.

Seja o mais sincero possível. Isso fará com que você tenha uma visão mais clara de onde investir seu Plano de Marketing.

Analisando o Ambiente Externo

Na sequência, preencha os dois quadrantes inferiores com as Oportunidades que seu mercado oferece e as Ameaças que ele apresenta.

Analise o ambiente de uma perspectiva macro e também micro, para que possa ter um panorama geral completo.

No macroambiente se atenha a questões mais gerais como economia, demografia, questões políticas e sociais.

No microambiente, se concentre no seu nicho de mercado e analise seus concorrentes.

Uma vez que você fez esse exercício, algumas coisas importantes começam a aparecer:

  • As OPORTUNIDADES existentes no mercado estão mais claras, e você deve se alinhar a elas para continuar crescendo
  • As suas FORÇAS deixam claro aquilo que sua empresa é boa, e que vão te ajudar a aproveitar as oportunidades. Além disso, são essas forças que vão te ajudar a definir seu posicionamento de marca.
  • Todos os perigos existentes estão listados nas AMEAÇAS, e por isso você deve trabalhar para evitá-los.
  • Nas FRAQUEZAS você tem uma lista das melhorias que precisa implementar, agora só precisa planejar como fazer isso e colocar as coisas em prática.

Em poucas horas você terá uma visão muito interessante do seu negócio, e para onde deve ir no futuro.

Porém não se esqueça de envolver a maior quantidade de pessoas possíveis. Assim você evita análises tendenciosas e tem diferentes pontos de vista.

Passo 2. Defina o Público-Alvo

É impossível iniciar uma boa campanha de marketing sem saber para quem ela está destinada.

Por isso, conhecer seu público-alvo é tão importante.

Uma boa forma de delimitar seu público é através da Segmentação. Ela vai dividir e agrupar os consumidores por características comuns, tornando mais fácil a comunicação entre empresa e público.

Outra forma ainda mais eficiente de conhecer seu consumidor é por meio da persona.

Ela é um personagem fictício que representa o cliente ideal, e com isso nos mostra exatamente suas necessidades, anseios e frustrações.

Sem essa delimitação de público o Plano de Marketing acaba se tornando superficial e pouco assertivo.

Quanto mais específico, direto e consciente for seu planejamento, mais retorno ele dará!

Imagem de um alvo com um dardo no meio.

Passo 3. Formule um Posicionamento de Mercado

Qual a imagem que você deseja transmitir?

Saber como você quer que seu público te enxergue é extremamente importante para guiar o Planejamento de Marketing, por isso formule um posicionamento de mercado.

Defina sua missão, visão e valores e transmita isso em seus produtos e serviços.

O posicionamento de mercado também abrange questões objetivas como preço e qualidade, mas é na esfera subjetiva que ele se torna mais forte.

Sabe aquela frase: “A primeira impressão é a que fica”?

É exatamente a isso que tem de se ater na hora de definir o planejamento de mercado do Plano de Marketing.

Crie uma imagem que seja impactante, única e marcante!

Para isso veja o que seus concorrentes estão fazendo e se destaque.

A forma como o público te enxerga é o que fará com que eles escolham você no lugar da concorrência.

Passo 4. Trace Objetivos: Metodologia SMART

Podemos dizer que os objetivos são o motor do Plano de Marketing.

Olhando para todas as informações que você já coletou e analisou até o momento, comece a traçar objetivos que as complementem e supram as necessidades encontradas.

A ferramenta ideal para isso é a Metodologia SMART.

Essa metodologia te ajuda a definir metas claras e objetivas, além de colaborar para aumentar  as chances de alcançá-las.

Seu anagrama significa: 

  • S (Specific) – específico
  • M (Measurable) – mensurável
  • A (Attainable) – atingível
  • R (Relevant) – relevante 
  • T (Time based) – temporal

Em resumo, a Metodologia SMART te ajuda a traçar metas que sejam alcançáveis, mas ainda assim desafiadoras, e planejá-las dentro de um prazo.

Para entender mais a fundo sobre a Metodologia SMART, assista ao vídeo que selecionamos do canal Jean Michel Baú!

Passo 5. Crie os Indicadores de Resultado (KPIs)

Chegou a hora de definir qual indicador você irá usar para entender se está no caminho certo ou não.

Essa é mais uma ferramenta que nos auxilia na hora de mensurar suas metas e torná-las ainda mais fáceis de serem visualizadas e alcançadas, além de maximizar o efeito da Metodologia SMART.

KPI significa Key Performance Indicator, ou Indicador-Chave de Performance.

Ele vai possibilitar a metrificação do desempenho de uma equipe, uma empresa ou uma meta, como é o caso.

Mas muito mais do que uma métrica comum, os KPIs vão te indicar se você está no caminho certo para alcançar seus objetivos ao unir mais do que apenas dados numéricos e fornecer uma perspectiva.

A importância dos KPIs se dá em sua constante observação, e recomendamos que sejam acompanhados diariamente, sempre no início do dia.

Em união com as metas, eles irão mostrar o quão perto, ou longe, a equipe está de alcançar seus objetivos, fazendo com que os KPIs precisam ser revisitados constantemente.

Selecionamos mais um vídeo que pode te auxiliar a entender o que são os KPIs e como aplicá-los para que possa usar em seu Plano de Marketing.

Passo 6. Trace as Estratégias de Marketing e Planos de Ação

Chegou a hora de pensar em como alcançará os objetivos do seu Plano de Marketing!

Comece selecionando qual ou quais estratégias de marketing você colocará em prática para alcançar os objetivos do planejamento.

Se o objetivo principal do seu plano é dobrar o número de leads para opróximo ano, você precisará de estratégias “Implementar Inbound Marketing” por exemplo.

E essa é a hora perfeita para pensar nisso.

Caso esteja muito complicado colocar no papel as estratégias que deseja seguir, deixe que seu público-alvo guie essa etapa.

Estamos procurando por estratégias de marketing que se apliquem aos consumidores ideais, portanto eles é quem nos darão as respostas de por onde seguir.

Outra etapa importante que pode ser realizada aqui é a definição da estratégia 4Ps do marketing.

Comece a esboçar e definir o que você pode fazer em relação: 

  • Produto – se eles são adequados, precisam de ajustes ou mesmo se existem novos produtos que podem ser lançados. Não se esqueça também do pós-compra. 
  • Preço – como se posicionar com relação a preços, que tipo de política comercial e de descontos e tudo mais que impacte no preço dos produtos
  • Praça – pense na logística e distribuição e formas de viabilizar a melhor experiência para o cliente
  • Promoção – defina as melhores formas de se comunicar com seu público-alvo

Independente do tipo de plano que estiver fazendo (Estratégico, Tático, Operacional, Lançamento Novo Produto) a ideia aqui é criar uma lista de ações que deverão ser executadas.

Certamente que em um Plano Estratégico os objetivos serão muito mais abrangentes, e nos planos operacionais muito mais detalhados e práticos.

E como você leu o texto até aqui acredito que tenha interesse em assuntos relacionados a Comportamento do Consumidor… certo!?

Por isso, queria te sugerir para se cadastrar na nossa Newsletter.

Assim, mantemos você informado de todas as novidades.

Basta se cadastrar no formulário abaixo.

Passo 7. Defina o Orçamento

Mas quanto isso vai custar?

O setor de marketing de uma empresa pode ser um dos mais onerosos dela, por isso definir um orçamento é tão essencial.

Pense nas despesas que serão obrigatórias, mas também se prepare para lidar com surpresas no meio do caminho.

Alguns custos que costumam ser comuns são:

  • Energia, internet, telefone…
  • Contratação de funcionários
  • Compra de ferramentas
  • Treinamentos
  • Campanhas de mídias pagas
  • Serviços terceirizados

Ter seu orçamento bem planejado é um dos pontos de virada para transformar um simples Plano de Marketing no Plano de Marketing perfeito!

Imagem de um relógio em frente a natureza.

Uma outra dica bacana é que nessa etapa você consiga mensurar os valores de cada uma das estratégias e planos operacionais definidos no Passo 6.

Com isso, você terá um tabela mostrando o que deve ser feito, e quanto irá custar.

Passo 8. Organize as funções

Agora que já sabe o que vai fazer com suas metas, como vai fazer suas estratégias e quanto pode gastar com seu orçamento, comece a delegar funções para pôr tudo em prática.

Atribuir responsabilidades para cada tarefa fará com que o Plano de Marketing ganhe mais importância e se torne mais claro para a equipe.

Nesse momento é interessante começar a montar um cronograma, que pode ser mais amplo, determinando apenas os prazos finais, ou mais detalhado, colocando prazos para cada uma das pequenas tarefas que vão construir o todo.

Um exemplo de cronograma eficiente é o semanal.

Organizar as semanas da empresa te dará um panorama geral de sua caminhada e ainda facilitará mudanças de última hora caso aconteça algum imprevisto.

Selecionamos um cronograma editável para que você possa criar o seu agora mesmo!

template de itens de um plano de marketing em inglês.
(Fonte:Visme)

Passo 9. Defina seu Plano

Com todos os dados em mãos, objetivos traçados e definições feitas, é hora de colocar isso no papel e criar o documento oficial do seu Planejamento de Marketing.

Organize o documento de acordo com as necessidades da sua empresa, mas preste atenção em deixá-lo o mais fácil possível de ser compreendido, sem margem para interpretações erradas.

O Plano de Marketing vai ser lido e usado por toda a equipe, então precisa ser claro, objetivo e detalhado. Alguns dos pontos essenciais do documento devem ser:

  • Análise do ambiente
  • Público-alvo e persona
  • Posicionamento
  • Objetivos
  • Metas e indicadores
  • Estratégias de Marketing
  • Orçamento

O Plano de Marketing ainda pode conter muitos outros dados e especificações.

Por mais direto e claro que o documento deva ser, aqui quanto mais informação melhor!

5 Templates de Planejamento de Marketing

Para te ajudar a montar seu próprio Plano de Marketing, selecionamos 5 modelos que podem se encaixar nas suas necessidades.

Apenas lembrando que o Planejamento de Marketing pode ser totalmente moldado e adaptado para as necessidades da sua empresa!

Imagem de um plano de marketing imobiliário. Ele é azul e tem quadrantes para serem preenchidos.
(Fonte:Visme)
Template de um plano de marketing de conteúdo. Ele é azul com quadrantes para preencher.
(Fonte:Visme)
Imagem de um plano de marketing para midias sociais. Ele é amarelo e tem quadrantes para serem preenchidos.
(Fonte:Visme)
Template de plano de marketing para produtos. Ele é azul escuro.
Fonte:Visme
Template de plano de marketing pessoal Ele é azul escuro.
(Fonte:Visme)

Coloque o Planejamento em ação

De nada adianta montar um Plano de Marketing perfeito se ele não for posto em prática!

E a melhor forma de ter certeza que seu plano será bem utilizado é subdividindo ele nos quatro níveis explicados em Quais os Tipos de Plano de Marketing.

Pense no seu planejamento geral como sendo o Plano de Marketing Estratégico e na sequência desmembre ele para os níveis Tático e Operacional para ter uma visão mais detalhada.

No Plano de Marketing Operacional devem estar listados todos os planos de ação a curto prazo.

Ou seja, as atividades que devem ser feitas, prazos limites, forma de execução, responsáveis e o orçamento destinado aquela atividade.

Na sequência, o Plano de Marketing Tático vai visualizar e organizar o Planejamento de Marketing a médio prazo.

E uma forma de fazer isso é através da Metodologia OKRs.

Essa abordagem se foca em resultados e organiza o Plano Tático em níveis hierárquicos, dando mais clareza aos membros da equipe sobre os próximos passos a serem seguidos.

Diagrama de OKRS, que se tornam team OKRs e depois Personal OKRs

Exemplos de Planos de Marketing

Para deixar tudo ainda mais claro, trouxemos dois cases de Plano de Marketing de grandes empresas para mostrar na prática o que resultado desse planejamento

Airbnb

Logo do airbnb, com o nome da empresa escrito em branco e o fundo rosa.

A Airbnb é uma startup do Vale do Silício que presta serviços online de aluguel, reservas e anúncios de hospedagens ao redor do mundo.

E sendo ela uma empresa digital, fica fácil recolher os dados necessários para montar o Plano de Marketing.

Em seu planejamento, a empresa utilizou esses dados para definir suas estratégias e objetivos.

E como grande case de sucesso de uma de suas estratégias, citamos a campanha lançada no intervalo da final do Super Bowl, importante campeonato de futebol americano, em 2017.

Naquele ano, foi aprovado um decreto que limitava a entrada de estrangeiros no território dos Estados Unidos.

Prezando pela diversidade, a empresa promoveu um comercial que se colocava a favor da pluralidade com a campanha conhecida como #weaccept.

O Airbnb se comprometeu a doar uma alta quantia nos anos seguintes para o Comitê Internacional de Resgate, que ampara refugiados. E ainda ofereceram abrigo temporário para 100 mil pessoas pelos 5 anos seguintes.

Essa estratégia foi voltada para o posicionamento da marca, com o objetivo de definir um planejamento de mercado que os aproximasse de seus consumidores.

O retorno da campanha se deu pela quantidade de promotores orgânicos da Airbnb, que compartilharam a propaganda por concordarem com a ideia.

Magazine Luiza

Propaganda magazine luiza. Mostra a personagem Magalu, mulher branca, de cabelos prestos lisos e curtos, com uma blusa azul. Ao lado vemos o nome da loja e em baixo uma fita com as cores do arco-íris. O fundo é azul

A marca brasileira Magazine Luiza, estruturou seu Plano de Marketing com o objetivo de fidelizar seus clientes.

Para isso, eles desenvolveram estratégias que prezam pela experiência do usuário, alinhando a comunicação entre as lojas físicas e a virtual com o intuito de resolver as necessidades dos clientes da forma mais ágil possível.

A empresa se preocupa em atrair novos consumidores, mas foca seus esforços em fidelizar aqueles que já são clientes, promovendo uma experiência de compra prazerosa.

Uma forma de exemplificar essa estratégia é o atendimento rápido e personalizado por meio dos chatbots da empresa.

Essa estratégia reforça a importância do Plano de Marketing como um planejamento que pode otimizar os processos organizacionais de uma empresa.

Conclusão

O Plano de Marketing chama atenção como uma ferramenta que promete oferecer as diretrizes perfeitas para as estratégias de marketing da sua empresa. E o melhor de tudo é que ele cumpre com o prometido!

Sendo uma ótima forma de conhecer e estruturar um plano de comunicação, o planejamento não só otimiza, como também refina, todo o setor de marketing de um negócio.

Você já conhecia o Planejamento de Marketing? Deixe seu comentário e nos conte o que achou!